Página Inicial | Notícias | Fotos | Vídeos | Mural de Recados | Programação | A Empresa | Vídeo Ao Vivo | Contatos
 
Twitter
 
 
Notícias
 
 
23/03/2018 [ 16h26 ] ver todas as notícias
Nove pessoas são denunciadas por fraude em concursos em Silveira Martins e Pinhal Grande

A Promotoria de Justiça Especializada Criminal de Porto Alegre apresentou denúncias contra os responsáveis pelas fraudes nos concursos das Prefeituras de Silveira Martins e Pinhal Grande, nos anos de 2014 e 2013, respectivamente. Fraudes semelhantes foram também alvo de denúncia do MP, no bojo da Operação Cobertura, nos municípios de Nova Hartz, Jacuizinho, Restinga Sêca, Itapuca, Bento Gonçalves, Bom Retiro do Sul, São Jorge, Encruzilhada do Sul, Passa Sete, Glorinha, Paraí, Formigueiro, Nova Palma, Agudo, André da Rocha, São Valentim do Sul, Dois Lajeados, Araricá e Campos Borges. As denúncias são assinadas pelo promotor de Justiça Mauro Rockenbach.

SILVEIRA MARTINS

Conforme as investigações, em 2014, quatro pessoas associaram-se para fraudar o concurso da Prefeitura de Silveira Martins. A empresa de um deles, IDRH – Instituto de Desenvolvimento em Recursos Humanos Ltda., venceu a licitação para a realização do concurso e recebeu R$ 5 mil para trocar o cartão de respostas entregue pela candidata ao cargo de psicólogo. Outro suspeito, responsável pela empresa Leitura Ótica, deu o suporte técnico à fraude. Também foi apurado que uma mulher, responsável pela contratação, idealizou a fraude.

O Ministério Público pediu à Justiça a proibição dos denunciados de ausentarem-se da Comarca por mais que oito dias; o comparecimento no cartório do juízo para informar e justificar bimestralmente suas atividades; a proibição de que participem em licitações e contratos com a Administração Pública Federal, Estadual ou Municipal; e a suspensão do exercício de função pública ou de atividade de natureza econômica ou financeira quando houver justo receio de sua utilização para a prática de infrações penais de uma das acusadas.

PINHAL GRANDE

Entre 2013 e 2016, sete pessoas associaram-se para frustrar e fraudar o concurso público da Prefeitura de Pinhal Grande. Assim como em Silveira Martins, o proprietário da empresa responsável pela realização do concurso recebeu R$ 5 mil para trocar os cartões resposta para a aprovação dos candidatos indicados. 

O Ministério Público pediu à Justiça as mesmas medidas solicitadas em relação à fraude de Silveira Martins. A suspensão do exercício de função pública ou de atividade de natureza econômica ou financeira quando houver justo receio de sua utilização para a prática de infrações penais devem ser aplicadas aos candidatos aprovados de forma ilícita.

Fonte: Ministério Público

 
todas as notícias
 
 
Documento sem título
 
 
 
TOPO
Rádio Integração AM 1310 e Jornal Integração Regional
Rua Augusto Rossi, 316
Restinga Sêca/RS

Fone/Fax: (55) 3261.1030 | 3261.1270 | 3261.1707
E-mail: radio-integracao@hotmail.com | jornalintegra@hotmail.com
Jornal Deutsche Integration
Rua Germano Hentschke, 378
Agudo/RS

Fone: (55) 3265.2637
E-mail: jornalagudo@gmail.com